contador de visitas

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

SEXTA FEIRA 13 E DE AGÕSTO!!!!!!!!!!!!



Por: Socorro Viana






Estamos diante de uma sexta feira 13 de agosto!



        Muito se fala sobre os efeitos maléficos desse dia. Mas, o que há de verdadeiro nisso?



        O mito da sexta feira 13 vem acompanhando o homem desde a antiguidade, sendo tratado como um momento mágico, utilizados pelos magos para realização de rituais e práticas de poder, tanto ligados à trevas como a Luz.



        Podemos acrescentar várias informações, com base nas linhas de pensamento, ligadas a história do homem especificamente sobre esse dia:

 

 O número 13, por representar a morte segundo o Tarot, é bastante temido e de uma forma geral é encarado de mau presságio. No entanto, é importante encará-lo como agente de transformação e mudança radical;
       Associado a degeneração e a destruição física, inconscientemente as pessoas têm uma reação negativa em relação ao número 13, esquecendo o lado elevado desse número e a idéia de transformação ser sempre para realização e crescimento;






          Em função da força emanada do número 13 podemos lembrar eventos ligados ao mesmo, de extrema importância: - O número 13 é preservado nas medidas da grande pirâmide do Egito; Os apóstolos foram 12 e o cristo, representa o número 13, a iluminação; Segundo a civilização maia, os 13 tons galácticos do seu calendário, representam as 13 articulações principais do corpo humano.
O número 13, ligado a uma sexta feira e ao mês de agosto, segundo as cresças populares, está associado à força dos bruxos e bruxas os quais desde o passado até a era moderna, muitos temem.




            Falar sobre bruxaria é retornar aos primórdios da humanidade, quando o ser humano começou a despertar para a natureza os mistérios da vida e da natureza.




            Naquela época, atribuiu-se a criação do universo a Grande Mãe.







              Entre os povos, surgiu o culto ao Deus dos Animais e da Fertilidade também conhecido como Deus de Chifres ou Cornífero. Os chifres sempre representando a energia masculina e a ligação com o cosmos. Hoje a figura do Deus Cornífero é atribuída ao Diabo, tendo sido iniciada essa concepção com o advento do Cristianismo, com a intenção de juntar a idéia do Diabo (entidade criada pelas religiões judaico-cristãs) aos cultos pagãos naturais, não sendo essa a idéia básica desses cultos à natureza.







No período Neolítico, quando os povos Celtas chegaram a Europa, quase 1000 anos antes de Cristo, trouxeram suas próprias crenças misturando-as às crenças dos povos locais, originando o nascimento da Wicca.


No período Neolítico, quando os povos Celtas chegaram a Europa, quase 1000 anos antes de Cristo, trouxeram suas próprias crenças misturando-as às crenças dos povos locais, originando o nascimento da Wicca.
É importante lembrar que a Wicca se firmou entre os celtas, mas a bruxaria é anterior a esse período.







(obs: a palavra Bruxa vem do latim pluscios – plus= mais; cios= saber. “pessoa que sabe muito”.)

Todas as formas de bruxaria, inclusive a Wicca, são derivadas do Xamanismo Primitivo (força da magia natural).

Para a Wicca, existe um grande princípio criador, de onde surgiram duas grandes polaridades, dando origem ao Universo.

O Princípio Feminino ou Grande Mãe: representando a Energia Universal Geradora, o Útero da Criação. É associada a Lua, a Noite, a Intuição e a Regeneração. A Deusa tem três faces: A Virgem, a Mãe e a Sábia, sendo a última ligada à imaginação geral popular.


O Princípio Masculino ou Deus Cornífero: este é o símbolo da energia masculina e é associado ao Sol, a Coragem, a Saúde, a Alegria. Como o Sol que nasce, segue um caminho no céu e se esconde, todos os dias, o Deus nos mostra os mistérios da Morte e do Renascimento.


Na Wicca, o Deus nasce da Grande Mãe, cresce, torna-se adulto, apaixona-se pela Deusa, fazem amor, ela fica grávida. O Deus morre no inverno e renasce novamente, fechando os ciclos da natureza.






Parece estranho na concepção de muitos, que o Deus seja filho e amante da Deusa, mas o belo simbolismo do mito representa que tudo vem do útero da Deusa e para lá tudo retorna.






Que a energia do Deus e da Deusa, derrame-se sobre todos elevando o padrão de fraternidade humana, consolidando uma Paz que possa durar para sempre!









































































































































                                                                                           

4 comentários:

teresa disse...

Nossa, eh mesmo!!! Se nao tivesse entrado aqui, ia passar batido.

Navegando On. disse...

kkkkkkkkkkkkkk
deu medo de sair de casa
kkkk
Ótimooooooooooo adorei
Edu

Bela disse...

Adorei teu post,muito completo e esclarecedor.Eu prefiro associar à carta do tarot(sou uma estudiosa iniciante,hehe),mas como ela indica fim de algo e início de outro,uma sexta-feira 13 pode ser uma dia bem bom!

Edite Lima disse...

aaahhhhhg , que medo... sexta- feira 13. Pura crendice, eu tb acho. Gostei dos esclarecimentos sobre a data. Ótimas informações. Parabéns.

Related Posts with Thumbnails